Estrela candente

ESTELA CANDENTE

            Sempre nós ouvimos falar dos poderes da Estrela candente,em momentos que as dificuldades  coletivas nos assolava, ele foi acionada por Tia Neiva ,para que nos desse sua proteção cabalística. Quantas vezes ela chamava nas rádios com -0- os Jaguares na iminência dos perigos que se aproximavam.

            Certa feita ele inverteu o posicionamento dos mestres nos esquifes para evitar um derramamento de sangue nas Malvinas. Os Aparás deitaram nos esquifes e os Doutrinadores ficaram nos bancos da estrela. Em nossa doutrina existe uma grande maioria de trabalhos que são inciáticos, e a estrela candente segundo o que nos foi ensinado tem um poder energético proporcional a várias bombas atômicas, isto no que diz respeito a seu potencial energético.

            O Trino Ajarã,Mestre Gilberto Zelaya,o primogênito da Clarividente,1º Doutrinador deste Amanhecer na continuação da perpetuação desta doutrina com sua força aguerrida entrega neste mês de Dezembro mais uma estrela na terra.

            Neste 11 de Dezembro de 2010, mais uma estrela será entregue ao corpo mediúnico com esta atitude hoje existem em pleno funcionamento nos templos do Amanhecer três estrelas: Olinda ,São Lourenço e agora Ipatinga,nesta ocasião vamos deixar algumas explicações de Tia Neiva sobre a estrela candente.

O dia 26 de agosto de 1976 já estava clareando quando consegui arrastar para a Estrela dois espíritos, ex-obsessores de terríveis vibrações, que já tinham se aninhado no subsolo do Hospital Distrital, se aliando aos cobradores para conturbar os enfermos. Às doze horas fui assistir à primeira Consagração. Tudo decorreu bem, até que, às três horas, uma avalanche de espíritos chegou com fúria, querendo o seu chefe. Fizemos uma Escalada ou uma Consagração Especial, e lá se foram todos! Salve Deus! É o que fazemos nas Escaladas. Pensem, filhos, na paz daqueles doentes após um trabalho como esse!” 

 

Esta aula é a maior prova de tolerância e verdadeiro amor aos menos esclarecidos que Jesus nos deu. É a oportunidade de demonstrarmos a esses pobres e terríveis espíritos que, pela incompreensão, penetraram na nossa Estrela Candente, na ausência do Reino Central. Hoje, dia 20 de agosto de 1976, o que aconteceu: o nosso amor, as nossas vibrações, transformaram em benefício toda aquela ira. Foram chamados para me destruir e nós os conduzimos a Deus, com todo o amor! Deus lhes pague, meus filhos!” 

 

·      “Mestres Luas, Aparás, vejam a maravilha que está acontecendo naquela Estrela Candente! Uma maravilha deste século - as Sereias! Elas não falam. Só emitem ectoplasma, só emitem Luz. Elas não vêm para orientar o Homem em sua conduta. Elas já encontram todos com uma conduta perfeita... Assim somos nós, Aparás!" (Tia Neiva,  27.6.76)

·       

 

·      “A Estrela Candente é cabalística e, nela, nós nos libertamos. Libertamo-nos porque emitimos a nossa energia, e este ritual cabalístico nos conduz o poder das Amacês e das Cassandras. (...) Sim, filho, vamos iniciar  tudo o que Deus nos deu e com o que temos um compromisso! Sinta a Estrela Candente: aqui na Terra, é o maior  trabalho de desobsessão cabalístico. Sim, filhos, algo para o que, hoje, meus filhos, já estão preparados!...  (...)  A Estrela, com sua poderosa luz, paga o preço de sua Amacê, na responsabilidade de um ritual cabalístico que implica a força extraída de uma jornada no horário e da emissão de seus Comandantes. A jornada é o desenvolvimento do plexo na formação de uma seqüência com o Comandante na cabine; faz-se a preparação, o envolvimento com as Sereias e com o Povo das Cachoeiras; mais uma jornada, que é a revisão final; e, por último, os Esquifes, os Tronos, que são o resultado da cultura geral. ” (Tia Neiva, .8.80)

 

·      MURUÃ - Energia luminosa para a CURA desobsessiva;

·      CATUSO - Energia luminosa que capta as forças negativas, desintegrando as cargas dos pacientes e dos médiuns que estão no trabalho, conduzindo, também, os espíritos para uma repartição especial na Amacê, onde serão conduzidos aos Planos Espirituais, para tratamento e recuperação;

·      CASSUTO - Energia de recuperação do plexo físico dos pacientes e médiuns que estão na Estrela. Atua em conjunto com Muruã e Catuso, fazendo a recuperação do Sol Interior dos médiuns que ali se encontram;

·      ALUFAN - Raio de Simiromba, tem sua ação na composição das células orgânicas, harmonizando as cargas dos elétrons atômicos que constituem o corpo humano. São Raios de energia cósmica etérica, beneficiando todos os Jaguares, alcançando hospitais, manicômios, presídios, etc., atuando onde houver condições para sua ação benéfica no corpo etérico;

·      EXTRA-CÓSMICA VITAL - Energia que reabastece o Sol Interior dos médiuns, propiciando-lhes forças a serem usadas nos demais trabalhos desobsessivos, bem como equilíbrio para suas jornadas;

·      ABAXUALÊ - É a força que permite a reintegração de cargas pesadas e a recuperação dos espíritos atraídos para a Amacê, onde se recompõem após atravessar o portal de desintegração - a Elipse - da Estrela. Age de forma radiante, mas não atinge o médium, que está protegido por sua indumentária. Trabalha cruzada com energia cósmica vital, permitindo a recuperação dos espíritos ali recolhidos,  harmoniosamente, sem lhes dar choques ou traumas.

·      ABALUÊ - Poderosa energia, formando maravilhoso arco-íris pelos diversos padrões vibratórios de que é portadora, envolve o recinto, partindo do lado esquerdo da Cabine de Comando, contornando os limites da Estrela, dos Quadrantes,  chegando até à Pirâmide, de onde retorna,  pela margem do Lago de Yemanjá,  voltando à direita da Cabine. Sob o comando de OXUM MARÊ - Orixá XANGÔ, que tem o poder das Forças da Terra -, o Abaluê protege todo o recinto de qualquer interferência externa.

·      ASSU-HI é uma energia condensada que impregna as indumentárias dos médiuns, até que seja feita a entrega das energias, na Pira. Protege, envolvendo as energias da Amacê, para que essa não se dissolva. É a proteção resultante das três consagrações da Estrela Candente. Quando chega à Pira, no Templo, o mestre ou a ninfa Sol  passa para a  espada a energia condensada e luminosa da Amacê, que vai ser depositada na Pira, ao ser a espada recolocada em seu lugar.

·       

·      ALEDÁ e SÉTIMO simbolizam, apenas, os receptores das forças da Amacê. Onde estiver , o mestre forma o seu Aledá, emitindo: “O SENHOR TEM O SEU TEMPLO EM MEU ÍNTIMO! NENHUM PODER É DEMASIADO AO PODER DINÂMICO DO MEU ESPÍRITO! O AMOR E A CHAMA BRANCA DA VIDA RESIDEM EM MIM!” e, aplicando esta chave, recebe toda a energia que merece, mantendo-o como um Sétimo do Reino Central.    

·      ACAMBUÊ é uma Estrela completa, com 108 pares ocupando os Esquifes. Sua importância é como a de um dínamo funcionando a plena capacidade. No Acambuê, a intensidade das energias emitidas é tão grande que atingem lugares remotos da Terra, levando seus benefícios. Na Unificação, quando, normalmente, se faz um Acambuê, a energia gerada pela Estrela e pelos Quadrantes pode realizar grandes fenômenos por todo o planeta, na Lei do Auxílio. As forças se deslocam com tal intensidade que chegam a ultrapassar os limites da Terra, penetrando no Universo. Quando são feitas as consagrações sem se conseguir formar um Acambuê, realizamos um AFOGÊ.

 

Nossas estrelas candente é cabalística e nos Templos do Amanhecer funcionam na contagem de Tia Neiva e na força do Adjunto Janatã Mestre José Luiz...

 

Boa sorte ao povo do Adjunto Narone....Joaquim Alves

 

Gilmar Adelano

 

 

Por:adelano